.

Praise me

Add to Technorati Favorites

Menina Curiosa

____________________________________________________________

Eu sou a Velha Menina. O meu cabelo é uma teia de aranha com gotas de orvalho...

___________________________________________________
Sábado, 6 de Outubro de 2007

A vingança da papelada

Será possível?

Digam-me que estou a delirar.

 

Sentei-me para organizar a papelada, tarefa que repudio e adio até ao infinito...E ela vinga-se. Cresce para mim, ameaça todo o Zen e Fen-Shui do meu espaço.

 

Imagem da Internet

 

Comprei pastas arquivadoras, modernas cheias de encaixes e rotulagem e cores para saber "quem é quem".

Dispus os molhos: contas, circulares, correio que não abri, correio que li e esqueci, correio que não interessa para nada e, claro, os malfadados quilómetros de recibos de pagamentos multibanco.

Sempre me fez confusão porque imprimem autênticos rolos de cada vez que se compra um sabonete! Ou pretendem dar emprego e rendimentos nas fábricas de celulose, ou realmente não percebo tamanho desperdício.

Deve ser para alimentar o meu ego: a minha carteira chega ao fim-de-semana inchada e gorda de tantos papéis ...nem tanto de euros...

 

 Imagem da Internet

Depois de horas no computador a tentar organizar-me na esquecida folha de Excel, acabei fazendo algum trabalho, acabei umas actualizações que tinha pendentes e as horas lá foram passando.

 

Os papéis é que não...

 

Coragem, tem de ser.

Comecei a remexer as resmas...

 

Engraçado.

Ainda não tinha nem arquivado os papéis do processo de divórcio.

Estão ao molho, numa pasta de cartão cor-de-rosa que "pediste emprestada" na empresa onde trabalhas (ou trabalhavas), alguns meio dobrados e fora de ordem.

O nosso cérebro tem têndencia para esquecer o que não lhe interessa...

Ainda nem tinha lido o pomposamente chamado "Auto".

Sim, que temos direito a uma proclamação, solenemente debitada de viva voz, por uma mecânica funcionária do cartório, enquanto o Conservador disfarça o aborrecimento da monotonia.

O pobre e apodrecido mental funcionário público ia-se esquecendo de me perguntar se estava de acordo... E diz a lei que "...o Conservador tentará reconciliar as partes desavindas..."

Pois!

Só faltou correr connosco, que estava quase na hora do almocinho, não era mais um lar dividido, uma família desfeita, um casamento fracassado que o iria atrasar...

 

 

 Imagem da Internet

Mas o que me divertiu foi uma frase de el-Rei Conservador: "...decreto o divórcio, ficando consequentemente o casamento dissolvido."

 

Casamento dissolvido?

Em água, leite, mel ou fel?

No diluente das lágrimas, da solidão, da tristeza?

Na bruma do tempo?

Na congeminação de famílias hostis?

 

 Imagem da Internet

 

Um casamento acaba, termina, finito.

 

Mas dissolvido?

Uma coisa que se dissolve é uma coisa que apenas se divide em muitos bocadinhos, mas continua lá...

 

Continua na casa, nas memórias, no vazio que persiste quando cada um segue o seu caminho...

 

 Imagem da Internet

 

Ironia das ironias: chama-se "Conservador" à criatura que "dissolve" o casamento...

 

Marriage is a matter of more worth
Than to be dealt in by attorneyship.
(Shakespeare, 1 Henry VI 5.5.50-1)

 

 


 

 


Search Video Codes
música: Divorce - Gustavo Atilano

publicado por A Velha Menina às 08:26

link do post | comentar | favorito
|

____________________________________________________________

Eu sou a Velha Menina. O meu cabelo é uma teia de aranha com gotas de orvalho...

___________________________________________________

whoamI

posts recentes

Guernica em 3D

O Efeito-Madrasta parte I...

Aquarela do Brasil

Dá-me o telemóvel já - po...

O Efeito-Madrasta parteII...

Alunos, Professores e pos...

Reis Magos

Meravigliosa creatura

Mozart em tentativas...

Mistérios da gestão dos h...

Saltos Altos

Sonho

Ainda as cheias

E porque hoje é sexta-fei...

O efeito-madrasta parteII

O efeito-madrasta parte I

Ópera Das Märchen de Emma...

A carga da ASAE

A lei do tabaco

Afinal havia outra

Eu nunca tive um Reveillo...

...

Troca de personalidade...

Presente de Natal

Coração partido mata

Em defesa da Língua Portu...

Morra o acordo, morra. Pi...

Quem não gosta de ópera?

Depoimento de Rita Lee

Alea jacta est

Mulheres retratadas em gr...

A prepotência dos médicos...

Desculpem, mas eu gosto d...

Por terras de Sua Magesta...

O TAO que gere Amor/Ódio

O todo e as partes

Mas se a vida continua...

A vingança da papelada

A terrível palavra "JÁ"

Sogra

O dia do teu divórcio

A vogal i quer ir embora

Como aprender a escrever ...

Aprender Geografia

Os Portugueses e Portugal

Os Portugueses e a Cultur...

Ecologia, Produtos Natura...

Insónia

A evolução da sociedade

Se encontrar uma ilha, pa...

arquivos

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


participar

participe neste blog

favorito

Eu nunca tive um Reveillo...

... minha homenagem, prof...

Obrigado...

E quando acaba a relação?

Mulher Fantástica

Amor, ou Nem por Isso?

Promessas, relíquia, vaid...

Porque não acredito em ps...

medo da solidão

Via Sacra da Hipocrisia

pesquisar

 

Contador on-line

online

Contador Numérico

clasificados
clasificados

It's a small world after all

   

subscrever feeds