.

Praise me

Add to Technorati Favorites

Menina Curiosa

____________________________________________________________

Eu sou a Velha Menina. O meu cabelo é uma teia de aranha com gotas de orvalho...

___________________________________________________
Quarta-feira, 4 de Junho de 2008

O Efeito-Madrasta parte IV

  • Dicionário da Língua Portuguesa: madrasta

  • Definição / Significado - s.f. A mulher com relação aos filhos do anterior matrimônio do marido. / Fig. Mãe pouco carinhosa, que maltrata os filhos. / Qualquer mulher ou qualquer coisa de que provêm dissabores em lugar de carinho: a fortuna lhe foi madrasta. / — Adj. Ingrata, avara, pouco carinhosa: a vida é às vezes madrasta.

 

 

 

X

Imagem da Internet

 

Estou-me a repetir, eu sei, mas a vida dá voltas, curvas e contra-curvas e sem sinalização nem Brigada de Trânsito para nos avisar.

 

"E agora, Mãe?"

 

Meus amores, não vos posso dizer, mas nisto a vossa Mãe é a pessoa menos habilitada para vos aconselhar.

Sou humana, sabem?

Tenho um diabinho pousado no meu ombro, que se está a desfazer de riso.

 

Mas sabem meus queridos, o facto de telefonarem para a Mãe a pedir conselho significa que vos eduquei bem, que têm ética (apesar da vossa pouca idade não vos deixar ver a ironia da situação).

 

Aparentemente, numa semana em que vos levei ao Algarve para descontrairmos, numa semana e dois fins-de-semana em que não estiveram com o vosso Pai...a vossa ex-madrasta (pára de rir diabinho, não vês que tenho de orientar os meus filhinhos na confusão da vida emocional do pai deles?), a vossa ex-madrasta agarrou no filho dela, mobílias e outros pertences e aproveitou-se da nova lei do divórcio.

 

E os meus meninos, atabalhoadamente, "Mãe, o Pai está tão triste. Temos de fazer qualquer coisa."

"Sim queridos, só uns minutos para ver se tenho alguma idéia."

 

Virei-me para o diabinho no meu ombro. Pois, eu também fiquei triste!

Eu tive os meus filhos em sacos-cama para a madame dar o melhor quarto ao filho dela!

Eu nunca tive um reveillon (esta não lhe perdoo)!

Eu tive a minha família destruída!

Os meus planos e projectos...e agora ainda tenho de lidar com isto?

 

Desculpem, sou apenas humana e estou cheia de sentimentos contraditórios...

 

Tirei um café e acendi um cigarro - dois pecados mortais nos tempos que correm...

 

O telefone tocou de novo.

"Mãe, estivémos a falar. Vamos ficar com o Pai uns tempos para o animar. Não te importas, pois não?"

 

Ai, que se abriu um buraco enorme por onde me sinto cair, cair...

 

Mas tenho de entender.

É a chance deles, tão carentes de Pai, de o terem agora só para eles. Dedicado exclusivamente a eles.

E de mostrarem ao Pai que o amam.

 

"Não meus queridos, a Mãe está bem e o Pai agora precisa de vocês. Vou ter muitas saudades vossas, venham no fim-de-semana. Têm de vir buscar roupa e os aparelhos dos dentes."

 

Ai, tanta mentira junta!

Claro que me importo.

Claro que não fico bem!

 

Só me consola pensar que a atitude dos meus adolescentes mostra que os eduquei dentro de alguma ética (espero eu).

 

Agora vou relaxar num banho de espuma, antes de lhes fazer as malas.


 

 


publicado por A Velha Menina às 22:00

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

____________________________________________________________

Eu sou a Velha Menina. O meu cabelo é uma teia de aranha com gotas de orvalho...

___________________________________________________

whoamI

posts recentes

Guernica em 3D

O Efeito-Madrasta parte I...

Aquarela do Brasil

Dá-me o telemóvel já - po...

O Efeito-Madrasta parteII...

Alunos, Professores e pos...

Reis Magos

Meravigliosa creatura

Mozart em tentativas...

Mistérios da gestão dos h...

Saltos Altos

Sonho

Ainda as cheias

E porque hoje é sexta-fei...

O efeito-madrasta parteII

O efeito-madrasta parte I

Ópera Das Märchen de Emma...

A carga da ASAE

A lei do tabaco

Afinal havia outra

Eu nunca tive um Reveillo...

...

Troca de personalidade...

Presente de Natal

Coração partido mata

Em defesa da Língua Portu...

Morra o acordo, morra. Pi...

Quem não gosta de ópera?

Depoimento de Rita Lee

Alea jacta est

Mulheres retratadas em gr...

A prepotência dos médicos...

Desculpem, mas eu gosto d...

Por terras de Sua Magesta...

O TAO que gere Amor/Ódio

O todo e as partes

Mas se a vida continua...

A vingança da papelada

A terrível palavra "JÁ"

Sogra

O dia do teu divórcio

A vogal i quer ir embora

Como aprender a escrever ...

Aprender Geografia

Os Portugueses e Portugal

Os Portugueses e a Cultur...

Ecologia, Produtos Natura...

Insónia

A evolução da sociedade

Se encontrar uma ilha, pa...

arquivos

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


participar

participe neste blog

favorito

Eu nunca tive um Reveillo...

... minha homenagem, prof...

Obrigado...

E quando acaba a relação?

Mulher Fantástica

Amor, ou Nem por Isso?

Promessas, relíquia, vaid...

Porque não acredito em ps...

medo da solidão

Via Sacra da Hipocrisia

pesquisar

 

Contador on-line

online

Contador Numérico

clasificados
clasificados

It's a small world after all

   

subscrever feeds